Aluna da UFRN apresenta projeto de Nutrição em universidade do Canadá

Reconhecido pela ONU, o Laboratório Horta Comunitária Nutrir (LabNutrir), do Departamento de Nutrição da UFRN, implanta, desde 2017, hortas pedagógicas em escolas da rede básica do Rio Grande do Norte, possibilitando uma alimentação saudável e uma nova consciência ambiental. Em 2020, atinge novo patamar estrangeiro. Em janeiro deste ano, Laura Brito Porciúncula, estudante de Nutrição da UFRN, atualmente em mobilidade acadêmica internacional, apresentou a metodologia do LabNutrir em seminário do Projeto Betinho, da Ryerson University, em Toronto, no Canadá.

Na oportunidade, a aluna apresentou artigo intitulado Soberania Alimentar, Democracia e Biodiversidade: LabNutrir – um laboratório vivo educacional a céu aberto, no qual aborda detalhes do primeiro laboratório a céu aberto do país. A apresentação reafirma o acordo de mobilidade entre a UFRN e a Ryerson University, que foi concretizado a partir de oportunidade buscada pela aluna.

Laura Brito conta que sempre quis estudar fora e que o interesse pela universidade canadense surgiu com o descobrimento de que há um projeto de horta na instituição, a Ryerson Urban Farm. “Para aplicar para a bolsa, a instituição que eu gostaria de ir deveria ter um acordo de mobilidade entre ela e a UFRN, e a Secretaria de Relações Internacionais foi a responsável por garantir que o acordo fosse implementado no meu caso”, afirma.

Participando do LabNutrir desde o segundo semestre de 2018, e atuando como monitora a partir do primeiro semestre de 2019, Laura comenta que fazer a apresentação foi desafiador, apesar de ser sobre um tema que ela tem familiaridade há mais de um ano. “Explanar pela primeira vez em inglês foi a questão que me desafiou, além do fato de que a plateia era extremamente diversificada entre acadêmicos da instituição que respeito bastante e pessoas que se interessaram pela temática”, diz.

A estudante ainda explica que a apresentação lhe deu a oportunidade de conhecer perspectivas diferentes sobre o projeto LabNutrir, além de exercitar sua capacidade de apresentação oral, essencial para sua vida profissional.

Há quatro meses no Canadá, Laura comenta que estar em Toronto significa entrar em contato com profissionais que são referência na área de Nutrição e com projetos parecidos com o desenvolvido no LabNutrir. Como o tema de agricultura urbana e sistemas alimentares sustentáveis está sendo uma pauta crescente no Canadá, Laura ainda tem a oportunidade de participar de conferências e workshops em torno do tema.

Futura nutricionista, Laura diz ainda que o LabNutrir foi sua porta para o mundo, ampliando sua visão profissional e pessoal quanto à alimentação, até o ponto em que a paixão a levou para fora do Brasil. “Estar aqui me proporciona oportunidades futuras mais realistas de bolsas de estudo, estágios e carreira no mercado de trabalho. Sou muito grata e espero que cada vez mais alunos tenham oportunidades como essa”, conclui.

Fonte: Agecom/UFRN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + dois =