Artigo reúne dados sobre distanciamento social e características sociodemográficas no mundo

O jornal científico Data In Brief publicou, em sua edição mais recente, estudo realizado por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da UFRN e do Instituto Curie, de Paris. Intitulado Dataset for country profile and mobility analysis in the assessment of COVID-19 pandemic, o artigo reúne mais de 35 bases de dados, de 131 países, e 192 variáveis sobre temáticas desde características sociodemográficas, distanciamento social segundo dados da Google Mobility e outras variáveis que podem ser úteis para a compreensão da pandemia da Covid-19.

“Espera-se que o artigo possa ser utilizado por pesquisadores de diversas áreas interessados em aplicar análises estatísticas e de Machine Learning para comparar as características da pandemia entre diferentes países e fomentar a produção de conhecimento para o enfrentamento mundial da Covid-19”, explica Luciana Lima, professora do Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDEM) e uma das autoras do artigo.

De acordo com a professora, o estudo é um produto derivado das pesquisas desenvolvidas pelo Isola.ai, iniciativa que busca soluções para a pandemia utilizando técnicas de ciência de dados e inteligência artificial no tratamento e na análise de informações relacionadas ao distanciamento social. Formado por equipe multidisciplinar, o grupo produz conhecimento acadêmico e instrumentos que permitem avaliar se a população tem cumprido as medidas de afastamento. Tais elementos podem auxiliar a tomada de decisão de gestores públicos.

Liderada pelo professor Ivanovitch Silva, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEEC), a iniciativa conta com os docentes Rafael Gomes (PPGEEC) e Leonardo Bezerra, do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia da Informação (PPGTI), além de Luciana Lima (PPGDEM). Também integram o grupo os egressos da UFRN Marcel Ribeiro-Dantas, autor principal do artigo e atual doutorando no Instituto Curie, e Gisliany Alves (PPGEEC). Todos esses cientistas assinam a autoria do estudo.

Colaboram ainda com a iniciativa pesquisadores das seguintes instituições: Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Dublin City University, da Irlanda, e Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), do Amazonas.

Dados relativos ao estudo e seu respectivo dicionário podem ser baixados aqui. Para obter informações sobre o distanciamento social em diversas regiões, incluindo o estado do Rio Grande do Norte e o município de Natal, o público pode seguir o Isola.ai no perfil do Twitter @isola_ai e acompanhar as publicações do grupo relacionadas a esse tema.

Fonte: Agecom/UFRN.