Pesquisador do LAIS participa de comitê internacional na Noruega

No mês de janeiro, o pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS), Carlos Alberto de Oliveira, participou da primeira reunião como membro do comitê executivo do Conselho Internacional de Educação Aberta e a Distância (ICDE), em Oslo, na Noruega. A pauta do encontro teve como objetivo definir ações de promoção da educação por meio do plano estratégico para os anos de 2021 a 2023.

Participaram da reunião o presidente do conselho, Neil Fassina, e a secretária-geral Torunn Gjelsvik. Além do planejamento estratégico, os membros realizaram uma discussão executiva sobre a aprovação das contas de 2019 e o orçamento de 2020.

“A UNESCO está lançando um projeto para decidir como a educação será em 2050, e o ICDE está participando com intensidade nisso. Também vamos continuar fazendo a defesa do processo de implantação da resolução da UNESCO sobre objetos educacionais abertos, então prorrogamos os grupos de trabalho que defendem essa questão”, relatou o pesquisador do LAIS e membro do ICDE.

Ainda de acordo com o pesquisador, a secretária Gjelsvik vem ao Brasil em março para uma visita técnica à cidade de Natal, local que recebe a 21ª Conferência do ICDE. “Em março, estaremos em Brasília, onde vamos visitar a Embaixada para eu me apresentar como um membro brasileiro do Comitê Executivo do conselho. Na ocasião, a secretária geral Gjelsvik irá apresentar o trabalho sobre o ICDE, e falaremos então da 29ª Conferência em Natal”, acrescentou Carlos Alberto.

Agenda na OMS

No fim de janeiro, o pesquisador Carlos Alberto Oliveira participou também de uma reunião na sede da Organização Mundial de Saúde (OMS), em Genebra, na Suíça. Ele vai atuar nos próximos seis meses como assessor técnico temporário do órgão, participando de encontros presenciais e virtuais, com o objetivo de desenvolver estratégias de aprendizagem com mediação tecnológica.

De acordo com o professor, compõem o grupo de trabalho ainda representantes de instituições dos Estados Unidos, Camarões, Reino Unido, Suíça, Singapura, Filipinas, Canadá, Panamá, França, Alemanha, Congo, Vietnam, Brasil, Argentina, Suécia, África do Sul, Tanzânia e China.

Para o coordenador do LAIS, professor Ricardo Valentim, a participação de um pesquisador do laboratório como assessor técnico da OMS reforça a importância do trabalho desenvolvido pelo LAIS. “Nós, enquanto laboratório, desenvolvemos ciência visando a mudar a vida das pessoas. A presença do professor Carlos Alberto durante os próximos meses só reforça o caráter de inovação do nosso trabalho, mostrando que o que fazemos tem auxiliado para melhorar a vida das pessoas”, afirmou.

Sobre o ICDE

Fundado em 24 de agosto de 1938, o International Council for Open and Distance Education (Conselho Internacional de Educação Aberta e a Distância, em português) é sediado em Oslo, capital da Noruega. O conselho tem como objetivo promover um acesso flexível e inclusivo a uma educação de qualidade. A associação também possui parcerias importantes com órgãos como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Fonte: Ascom/LAIS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 18 =