Potenciais da UFRN são apresentados ao embaixador do Reino Unido

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu nesta sexta-feira, 14, a visita do embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, que cumpre agenda no Estado para conhecer investimentos em energias renováveis. Pesquisadores, gestores e o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, apresentaram a estrutura da instituição, programas de pesquisa e ações nas áreas de interesse da embaixada, com o intuito de conquistar novas parcerias.

Entre as iniciativas da UFRN foram destacadas as pesquisas já financiadas pelo Newton Fund, do governo britânico, e outros projetos nas áreas de petróleo e gás, saúde e inovação com potencial de investimento. O professor Mário González, do Departamento de Engenharia de produção da UFRN, expôs as pesquisas em energia eólica marítima – offshore wind –, segmento de grande interesse do Reino Unido.

Na oportunidade, o pesquisador resgatou os projetos já desenvolvidos e enfatizou os que estão em curso, focados na regulamentação para o desenvolvimento do mercado e em estudos econômicos de infraestrutura, da cadeia de valor da indústria eólica offshore e de inovação para o desenvolvimento dessa energia no Brasil. Como próximas atividades, foi informada a oferta de um curso com três turmas para gestores, além da realização do evento Brazil Offshore Wind 2020, que acontecerá em Natal nos dias 14 e 15 de maio.

A oficial de Política Energética da embaixada, Clarissa Vargas, elogiou as pesquisas da UFRN em energia eólica offshore e ressaltou a importância da troca de experiências e do compartilhamento desses conhecimentos para a evolução da área no País. A satisfação foi reiterada por Vijay Rangarajan, que sinalizou o interesse de investidores para a implantação da tecnologia.

Parcerias

O momento incluiu apresentações das ações de internacionalização da UFRN, do Parque Tecnológico Metrópole Digital e do projeto de criação do Parque Científico Tecnológico do Rio Grande do Norte Augusto Severo (PAX), idealizado para ocupar uma área de 15 mil metros quadrados no município de Macaíba. A assessora especial do gabinete, Ângela Maria Paiva Cruz, detalhou a proposta do espaço voltado à inovação e à pesquisa aplicada, em integração com o setor produtivo.

O embaixador comemorou as oportunidades de novas parcerias, com o objetivo de desenvolver tecnologias e promover o intercâmbio entre instituições. “Queremos internacionalizar a nossa ciência ainda mais”, afirmou. A disposição para crescimento da cooperação foi reforçada pelo reitor Daniel Diniz, que salientou a necessidade de atrair parceiros para o PAX e agradeceu a oportunidade de mostrar as ações da UFRN.

A reunião também contou com a presença do senador do RN, Jean Paul Prates, responsável pela visita da embaixada ao Estado. “Sempre envolvemos a UFRN nessas atividades, pois é aqui onde a semente é plantada e nascem as inovações”, apontou o parlamentar, que convidou a instituição para ter representação no grupo de trabalho responsável por articular relações bilaterais entre o Rio Grande do Norte e outros países. Além do Reino Unido, o Estado recebeu visita do embaixador da Noruega e ainda é programada a vinda de representantes da França, Rússia, Dinamarca e China.

Fonte: Ascom/Reitoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + cinco =