SEDIS dá orientações sobre o uso do Mandacaru Acadêmico

O semestre letivo 2020.1, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), será iniciado na próxima segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020. Para os estudantes da Educação a Distância é chegado o momento de voltar a exercitar o contato com um companheiro inseparável: o Mandacaru Acadêmico.

O Mandacaru Acadêmico é uma versão adaptada do Moodle, um software livre de apoio à aprendizagem a distância e que pode ser baixado de maneira gratuita na internet. O administrador de redes da Secretaria de Educação a Distância da UFRN (Sedis), Artur Nobre, destacou que um dos principais diferenciais do Mandacaru Acadêmico é a incorporação de dados do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA).

No início do semestre letivo, por exemplo, há uma compilação de informações referentes a estudantes, disciplinas e notas, que antes era feita de maneira manual e agora é automatizada, fazendo, dessa forma, a integração total entre o Sigaa e a plataforma de aprendizagem. 

Artur Nobre explicou que, “basicamente, o Mandacaru Acadêmico tem como principal característica a sua customização. Nós alteramos a identidade visual do Moodle para atender à realidade de alunos, tutores e professores, sem acrescentar imagens aleatórias, que não tenham sentido para o cotidiano da comunidade acadêmica”.

Suporte 

Segundo Artur Nobre, a SEDIS dispõe de uma Equipe de Suporte para atender às demandas levantadas por alunos, tutores, professores e coordenadores de curso, sejam dúvidas na hora de utilizar o Mandacaru Acadêmico ou mesmo sugestões de melhorias ou implementação de novas ferramentas para o ambiente virtual. Para quaisquer esclarecimentos, o usuário deve entrar em contato com sedis.suporte@sedis.ufrn.br .

Fonte: Ascom/SEDIS.

2 thoughts on “SEDIS dá orientações sobre o uso do Mandacaru Acadêmico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 9 =