UFRN renova parcerias com universidades de Moçambique

O professor Francisco Fransualdo de Azevedo, docente vinculado ao Departamento de Geografia da UFRN, esteve recentemente em Moçambique para ministrar palestras e estabelecer termos de cooperação entre a UFRN e universidades do país africano. Na ocasião, foram firmadas parcerias com a Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e com a Universidade Save (UniSave) nos campos do ensino, pesquisa e extensão.

A UEM é parceira da UFRN há 10 anos e a renovação da parceria tem como meta fomentar a participação conjunta entre professores, técnicos e estudantes em ações de ensino, pesquisa e extensão. A novidade agora, de acordo com o professor Francisco Azevedo, é que a UFRN vai ofertar um curso de doutorado para os docentes da UEM, que será ministrado na própria instituição. “Isso é resultado de articulações que começaram há dois anos, e as aulas começam ainda este semestre”, informa.

No mesmo sentido, também foi firmada uma cooperação com a UniSave. “Entre as ações que serão realizadas na UniSave, a novidade é que vamos formar em breve uma turma de doutorado para os professores dessa universidade na área de geografia, abrangendo também as ciências ambientais, gestão ambiental e outras áreas humanas e sociais que têm relação com a geografia”.

Além das parcerias acadêmicas estabelecidas durante a viagem, o professor Francisco também esteve em terras africanas para ministrar palestras. Ao todo, foram quatro encontros que tiveram como tema principal território e desenvolvimento. “As palestras tiveram ênfases diferentes, mas sempre seguiram essa linha temática”, completa.

“Os diálogos realizados na ocasião da minha viagem foram evidenciando um interesse mútuo entre a UniSave e a UFRN em estreitar ainda mais os vínculos entre as duas universidades. Dentre esses diálogos, surgiu um interesse no campo da comunicação”, revelou o professor. Ele explica que a UFRN, por meio da Superintendência de Comunicação (Comunica), vai ajudar a universidade africana a criar sua própria rádio universitária.

Fonte: Agecom/UFRN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − sete =