Estamos recebendo cotações para o equipamento “Sistema de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com amostrador automático e detecção por arranjo de diodos (DAD) com avaliação de espectro em 3D”, conforme requisição 123982023:

Estamos recebendo cotações para o equipamento “Sistema de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com amostrador automático e detecção por arranjo de diodos (DAD) com avaliação de espectro em 3D”, conforme requisição 123982023:

ITEM 1: Sistema de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com amostrador automático e detecção por arranjode diodos (DAD) com avaliação de espectro em 3D

QUANTIDADE: 01 Unidade

ESPECIFICAÇÃO COMPLEMENTAR: O sistema de HPLC deverá conter uma base que deve estar na parte inferior do sistema,dando sustentação a bomba, ao amostrador automático e o detector, além de possuir porta de drenagem, botão liga/desliga para todos os módulos citados e gaveta para armazenar ferramentas e pequena peças do sistema. O’Bombeamento em escala analítica, com gradiente quaternário deve ser constituído por cabeçote de bombeamento com pistão duplo, dispostos em série com compensação automática de compressibilidade, independente da composição da fase móvel e que possua retrolavagem automática dos pistões e que opere na faixa de fluxo ajustável de 0,001 a 10 mL/min com incrementos de 1,0 L/min, exatidão de fluxo de ± 0,1% e precisão de fluxo < 0,05% RSD ou < 0,01 min SD, o que for maior.Permita a mistura entre 4 solventes com exatidão de ± 0,5% e precisão < 0,15% SD. A bomba deve possuir volume interno total de 679 μL com sistema de mixer de 400 μL, sendo um mixer capilar padrão de 50 μL e um mixer estático padrão de 350μL (outros volumes internos são possíveis com mixers opcionais, na faixa de 314 μL a 1829 μL). A pulsação da bomba deve ser <1,0% ou <0,2 Mpa, o qual for maior. A pressão de operação deve estar na faixa entre 20 – 700 bar até 5 mL/min, acima disso a pressão máxima é limitada a 300 bar. Deve ter sistema de degaseificação para os quatro canais de solvente. O conjunto de bombeamento deve apresentar sensor para detecção de vazamento e monitoramento de excesso de pressão. O’Amostrador automático deve apresentar sistema com agulha e loop de 100 L, como constituinte do sistema. Deve haver lavagem constante da agulha e do loop, com a fase móvel ou através de porta de lavagem, utilizando solvente externo. O’Amostrador deve ser capaz de injetar volumes que variem de 0,01 μL a 100 μL (expansível até 1000 μL com loop adicional)em incrementos de 0,01 μL sem necessidade de troca do loop, sendo programável através do software de controle. Dentre os parâmetros de injeção, deve-se atender a exatidão de ±1% com injeção de 10 μL e ±0,5% com injeção de 50 μL. Precisão com RSD de Área <0,25% para um volume de injeção de 3 μL (cafeína em água) e RSD de Área <0,5% para um volume de injeção de 1 μL (cafeína em água). Linearidade de r > 0,99999 (cafeína em água) e arraste (carry over) < 0,002% com cafeína(tipicamente 0,0004% com cafeína). Deve possuir volume morto de 255 μL (com loop padrão de 100 μL) e tempo de ciclo de injeção abaixo de 8s (dependendo das configurações usadas). A acomodação dos vials deve ter 4 regiões distintas de diferentes tamanhos e volumes internos. O usuário poderá escolher os diferentes tipos abaixo de vials: Vials padrão 4 x 54(216 posições), 4 mL 4 x 24 (96 posições), 1,2 mL 4 x 96 (384 posições), Microplacas 4 x 96 (384 posições); 4 x 384 (1536 posições), 10mL 4 x 12 (48 posições) e permitir o acoplamento de um carregador de rack extra, aumentando a capacidade de amostras com mais 9 racks dentre os citados acima. O amostrador automático deve ser capaz de operar com pressões 20 –700 bar, e possui leitor de código de barras integrado para detecção de segmentos vazios, verificação de racks e gerenciamento de inventário, além de sensor de vazamento e monitoramento de excesso de pressão. O forno de colunas deve ter o compartimento termostatizado, para até duas colunas cromatográficas de 300 x 10 mm de diâmetro, com acesso frontal e capaz de aquecer e resfriar na faixa de trabalho de 5 °C a 85 °C, máx. 18 °C abaixo da temperatura ambiente, com precisão de ± 0,1 °C, exatidão de ± 0,5 °C (até 80 °C) e estabilidade de ±0,05 °C. A taxa de ser de 20°C a 50°C em no máximo 15 min e permitir ao usuário escolher entre dois modos de operação: ar forçado (isotérmico) ou ar parado(adiabático), para melhorar a migração de métodos, otimizar a separação cromatográfica e melhorar a repetibilidade entre injeções. Possui pré-aquecedor de solvente ativo com temperatura ajustável entre 40°C e a temperatura máxima da câmara e resfriador pós coluna operando entre 40°C e 80°C. De conter sensor para detecção de vazamentos dentro da câmara de aquecimento, possuir sistema de identificação de coluna por chip, de acordo com os requisitos da FDA, registrando a pressão máxima de trabalho, número de injeções, etc, além de permitir a instalação de até duas válvulas de 6 portas e 2 posições para aplicações diversas O detector deve ser o UV-Vis com arranjo de diodos (DAD) e possuir arranjo de fotodiodo com 1024 elementos, que utilize lâmpada de deutério de 30 W para a faixa do UV e lâmpada de tungstênio para região do visível,abrangendo o comprimento de 190 a 800 nm e que tenha exatidão de ± 1nm, largura de banda espectral e repetibilidade do comprimento de onda, de 0,1 nm. Deve permitir a calibração interna, através da linha D-alfa da lâmpada de deutério e validação do comprimento de onda com filtro de óxido de hólmio. O detector deve realizar o monitoramento de até 8 comprimentos de onda, simultaneamente, com taxa de aquisição de dados de 0,2 a 125 Hz. Dentre as características do detector, o mesmo deve possuir ruído <± 6 μAU a 254 nm (ASTM) e <± 12 μAU a 520 nm (ASTM), com desvio de linha de base <±1 mAU/h a 254 nm (ASTM) e linearidade <5% a 2,2 AU a 273 nm com cafeína. O detector deve permitir a aquisição de dados em 3D (espectro UV-Vis) para avaliação de pureza de pico, biblioteca de espectros, extração de espectros UV-Vis e cromatogramas pós-corrida. O módulo de detecção deve conter sensor para detecção de vazamento. Junto com detector,deve ser fornecida cela de fluxo analítico padrão, compatível com o detector DAD, com 13 L de volume interno, 10 mm de caminho ótico e corpo em aço inoxidável (SST). Para controlar o todos os módulos do HPLC, deve ser fornecido software de Automação para controle de todas funções do sistema cromatográfico e processamento de dados com as seguintes características: Guias para criação de métodos, programas e sequências de acordo com a aplicação, guias automatizados para inicialização e desligamento do cromatógrafo sem a presença do usuário. Painéis de operação e relatórios de análise customizáveis. Deve constar a tratamento de dados em 3D (espectro UV-Vis) para avaliação de pureza de pico, através da consulta de biblioteca de espectros UV-Vis presentes no software. Operação de acordo com as boas práticas de laboratório(BPL) e em conformidade com a norma FDA 21CFR parte 11 contendo histórico de alterações, grupos com diferentes níveis de acessibilidade. O software deve permitir criação de carta de controle e exportação de dados em formato excel (.xls), texto(.txt) e .pdf entre outros. O sistema deve ter opção de gerenciamento de energia caso ocorra alguma falha elétrica, o sistema possa ser reinicializado, estabilizado e a sequência de injeções continuar do momento que parou. Permitir a criação de comandos condicionais selecionáveis pelo usuário. Deve operar com computador contendo sistema operacional Windows 10ou superior. Toda a comunicação do HPLC e seus módulos, com o software de controle, devem ser do tipo USB, dispensando a instalação de placas específicas no computador. Computador compatível com o sistema ofertado. Instalação e treinamento com no mínimo 36 horas, no laboratório indicado na UFRN. Garantia de pelo menos 12 meses. Manuais inclusos.

Condições de fornecimento: A proposta deverá ser apresentada em papel timbrado da empresa interessada, constando todos os dados da empresa, bem como validade da proposta.

A data limite para recebimento de propostas do dia 10/10/2023 até às 18:00h de 17/10/2023, através dos e-mails: comex@funpec.br / importacao@funpec.br / importacao1@funpec.br.

Contatos: Iving Caionara de Melo / Geiziane Costa / Sara Chagas

Operação: FUN 23-189  /  Requisição: 123982023

whatsapp button