Gestão do Prof. Maitelli passa a ser a mais longa da Funpec

Nomeação do atual dirigente ocorreu em 07 de outubro de 2016

Já são 2.333 dias, 319 semanas, seis anos e 42 dias. Esse é o tempo que o Prof. André Laurindo Maitelli está na direção da Fundação Norte-Rio-Grandense de Pesquisa e Cultura (Funpec). A marca foi alcançada nesta sexta (18). Com estes números, neste sábado (19) a gestão de Maitelli passa a ser a mais longa à frente da Fundação.

Nascido na cidade de Bento Gonçalves-RS, possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Mato Grosso (1986), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Brasília (1988) e doutorado em Engenharia Eletrônica e Computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1994). É professor titular do Departamento de Engenharia de Computação e Automação (DCA) desde 2010 e professor da UFRN desde 1990.

Na Funpec desde 2016, a gestão do Prof. Maitelli se destaca por avanços em diversas áreas. Na tecnologia, desenvolve o projeto “Funpec 4.0” por meio da reestruturação do setor de informática, dos sistemas utilizados pelos colaboradores, além da modernização de equipamentos, processos digitais, além da criação do aplicativo “SigFundação” e a implantação da assinatura eletrônica, evitando desperdício de papel.

“Nossa gestão também criou a assessoria de comunicação, controle interno e a Central de Projetos, que está localizada na Proplan/UFRN. Na comunicação, se destaca nossa presença nas redes sociais, nosso canal no youtube com o “Funcast”, o podcast da Funpec. Além do que já realizamos, é o caso do programa “Funpec em Ação”, na rádio Universitária, e divulgação de spots na programação. Destaco também a comemoração dos 40 anos da Fundação em 2018, onde produzimos um livro, fomos homenageados na Câmara Municipal de Natal, em Sessão Solene, e tudo isso culminou em uma bela festa para celebrar a importante data”, afirmou Maitelli.

A atual gestão também criou o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da Funpec. “Nossos colaboradores passaram por cursos e treinamentos na área da liderança. Temos também um Programa de Qualidade de Vida. Estamos investindo ainda mais para melhorar a o nível do nosso atendimento”, revelou Maitelli.

No setor cultural, a Funpec adquiriu um acervo de xilogravuras que, por pouco, não foi para uma universidade dos EUA. Todo o material foi doado para exposição no Museu Câmara Cascudo da UFRN. Além disso, a Fundação, que apoiou o museu em um projeto para aquisição de novos acervos, financiou a confecção da 99° edição da revista anual do Instituto Histórico e Geográfico do RN, bem como também colabora com a Orquestra Filarmônica UFRN.

“Nossa gestão também se preocupou em apoiar novos pesquisadores, lançamos um edital que financiou R$ 200 mil, divididos em dez projetos. Estabelecemos parceria com a Sustentec, convênios com Governo do RN para trabalhos como o porto offshore e o hidrogênio verde. Além disso, destacamos as parcerias com o LAIS/UFRN, IMD, Shell, Lenovo, WEG e Dell. De uma forma geral, aumentamos o número de projetos e estabelecemos negócios com novas empresas”, disse Maitelli.